• A Confraria dos Espadas

    Rubem Fonseca

    Nova Fronteira

    Em A Confraria dos Espadas temos os estranhos prazeres e as pequenas mortes cotidianas. Rubem Fonseca apresenta contos intensos nos quais, sob a égide da violência e da tragédia, machos e fêmeas da selva urbana encenam em tons eróticos e escatológicos seus peculiares rituais de acasalamento. Momentos de êxtase e últimos suspiros são intercambiáveis em narrativas como "Livre-arbítrio", "Anjos das Marquises", "A festa" e "O vendedor de seguros". Já no mordaz "AA" a tensão carnal tem como pano de fundo uma estranha modalidade esportiva, enquanto no teatro metafísico e metalinguístico de "À maneira de Godard" um Romeu e uma Julieta compartilham a fobia pelo órgão genital do sexo oposto. E, como um "brutalista" que jamais abre mão da poesia, o autor encerra o volume nos semiversos de "Um dia na vida de dois pactários", que, sintetizando as páginas anteriores, descreve a cópula como "um pacto de incêndio, contra esse espaço de rotina cinzenta entre o nascimento e a morte que chamam de vida". Prolífero e fiel a seus valores estéticos e filosóficos, porém surpreendendo o leitor a cada obra, Rubem Fonseca congrega o sofisticado e o ancestral, que, aqui, sem que jamais lhes falte fôlego, passeiam entre a linguagem sóbria e espontânea e o experimentalismo e a erudição.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 160
    Peso do arquivo 3.05MB
    Ano da publicação 2014

    Sinopse

    Em A Confraria dos Espadas temos os estranhos prazeres e as pequenas mortes cotidianas. Rubem Fonseca apresenta contos intensos nos quais, sob a égide da violência e da tragédia, machos e fêmeas da selva urbana encenam em tons eróticos e escatológicos seus peculiares rituais de acasalamento. Momentos de êxtase e últimos suspiros são intercambiáveis em narrativas como "Livre-arbítrio", "Anjos das Marquises", "A festa" e "O vendedor de seguros". Já no mordaz "AA" a tensão carnal tem como pano de fundo uma estranha modalidade esportiva, enquanto no teatro metafísico e metalinguístico de "À maneira de Godard" um Romeu e uma Julieta compartilham a fobia pelo órgão genital do sexo oposto. E, como um "brutalista" que jamais abre mão da poesia, o autor encerra o volume nos semiversos de "Um dia na vida de dois pactários", que, sintetizando as páginas anteriores, descreve a cópula como "um pacto de incêndio, contra esse espaço de rotina cinzenta entre o nascimento e a morte que chamam de vida". Prolífero e fiel a seus valores estéticos e filosóficos, porém surpreendendo o leitor a cada obra, Rubem Fonseca congrega o sofisticado e o ancestral, que, aqui, sem que jamais lhes falte fôlego, passeiam entre a linguagem sóbria e espontânea e o experimentalismo e a erudição.
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Rubem Fonseca
    • Tradutor(a)
    • Gênero Literatura Mundial
    • Editora Nova Fronteira
    • Páginas 160
    • Ano 2014
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9788520940129
    • Peso do arquivo 3.05MB