• A trindade Bantu

    Max Lobe

    Editora Âyiné

    Escrito numa linguagem musical, cintilante e inventiva, A Trindade Bantu é o segundo romance do escritor camaronês Max Lobe, há anos residente na Suíça. A obra apresenta aos leitores brasileiros a voz pungente de um escritor que expõe com ironia, humor e ternura as contradições e falsas ilusões de uma sociedade multicultural como é a das cidades da Helvécia, um país no coração da Europa, palco da narrativa desse romance fulgurante. O protagonista, Mwána, um jovem africano que vive em Genebra, narra sua odisseia à procura de um emprego, ao passo que vive dividido entre a cultura bantu de origem e o amor por Ruedi, o companheiro ruivo suíço-alemão. Ambos partilham um cotidiano marcado por dificuldades econômicas e pelo fantasma da fome, porém sempre atravessado por um espírito vivo e confiante. Nesta narrativa, em que as línguas e os mundos se sobrepõem constantemente, o leitor é levado ao encontro de personagens carismáticas como a Senhora Bauer, uma militante progressista que trabalha numa ONG em defesa dos direitos dos estrangeiros; a irmã Kosambela, extremamente católica e, ainda, a mãe Monga Míngá, internada numa clínica suíça para se tratar de uma doença de brancos, e que cobra de Zambi uma explicação sobre essa travessia. A riqueza da oralidade da cultura bantu é protagonista também deste romance que é um verdadeiro canto à vida, desenhando a personalidade instigante do protagonista, Mwána, um entre os muitos habitantes que tentam sobreviver com dignidade e certo humor numa Helvécia atravessada por ventos de intolerância e xenofobia.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 240
    Peso do arquivo 0.71MB
    Ano da publicação 2022
    Tradutor(a) Lucas Neves

    Sinopse

    Escrito numa linguagem musical, cintilante e inventiva, A Trindade Bantu é o segundo romance do escritor camaronês Max Lobe, há anos residente na Suíça. A obra apresenta aos leitores brasileiros a voz pungente de um escritor que expõe com ironia, humor e ternura as contradições e falsas ilusões de uma sociedade multicultural como é a das cidades da Helvécia, um país no coração da Europa, palco da narrativa desse romance fulgurante. O protagonista, Mwána, um jovem africano que vive em Genebra, narra sua odisseia à procura de um emprego, ao passo que vive dividido entre a cultura bantu de origem e o amor por Ruedi, o companheiro ruivo suíço-alemão. Ambos partilham um cotidiano marcado por dificuldades econômicas e pelo fantasma da fome, porém sempre atravessado por um espírito vivo e confiante. Nesta narrativa, em que as línguas e os mundos se sobrepõem constantemente, o leitor é levado ao encontro de personagens carismáticas como a Senhora Bauer, uma militante progressista que trabalha numa ONG em defesa dos direitos dos estrangeiros; a irmã Kosambela, extremamente católica e, ainda, a mãe Monga Míngá, internada numa clínica suíça para se tratar de uma doença de brancos, e que cobra de Zambi uma explicação sobre essa travessia. A riqueza da oralidade da cultura bantu é protagonista também deste romance que é um verdadeiro canto à vida, desenhando a personalidade instigante do protagonista, Mwána, um entre os muitos habitantes que tentam sobreviver com dignidade e certo humor numa Helvécia atravessada por ventos de intolerância e xenofobia.
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Max Lobe
    • Tradutor(a) Lucas Neves
    • Gênero Literatura Mundial
    • Editora Editora Âyiné
    • Páginas 240
    • Ano 2022
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786559980314
    • Peso do arquivo 0.71MB