• Desvendando o capitalismo - 3 ebooks juntos

    Eduardo Moreira

    Civilização Brasileira

    No conjunto de ebooks Desvendando o capitalismo, o leitor encontrará obras de extrema importância para o entendimento de aspectos políticos, econômicos e sociais do Brasil. Um conteúdo relevante na formação do cidadão brasileiro. Edição limitada acompanhada de cartela de adesivos. Economia do desejo: A farsa da tese neoliberal Em Economia do desejo, Eduardo Moreira revela por que é insustentável economicamente a ideia de que o Estado deve se preocupar mais com a economia do que com o atendimento das necessidades básicas dos cidadãos. Para isso, ele conceitua o que é a economia do desejo: aquela que trabalha com a falta incessante, que inclusive é responsável pelo alto consumo de supérfluos por determinada parcela da sociedade, enquanto outra parcela ainda está em situação de pobreza ou na linha abaixo da pobreza. Segundo o autor, para que o Brasil se torne um país sem pobreza, é necessário haver um passo em direção à economia da necessidade. Assim, as necessidades básicas de todos serão atendidas e a economia se tornará mais forte. Desigualdade e caminhos para uma sociedade mais justa "Após passar vinte anos no mercado financeiro, Eduardo Moreira percebeu que estava "olhando para o lado errado"; e, mais grave, "era um dos responsáveis pelo maior problema que o mundo vive há séculos": a desigualdade. O livro apresenta os circuitos que conectam essa formidável fábrica de desigualdades na qual vivemos. Com linguagem acessível, são explicados os conceitos de redistribuição de renda, impostos sobre renda e patrimônio, o papel do crescimento na geração de riquezas, a questão da propriedade privada, o papel dos bancos privados e a "crueldade" do mecanismo de endividamento do poder público, que gera dinheiros para um "grupo seleto" de membros da comunidade, mas não gera riqueza para as nações. O livro analisa o real significado de "riqueza", seu processo de criação e distribuição e suas consequências na vida das pessoas. A riqueza sem dinheiro não é capaz de manter uma comunidade viva e forte; e o dinheiro sem riqueza não tem valor algum, afirma o autor. Esse livro é imprescindível no Brasil. Somos a nação mais desigual do mundo; temos logo passado escravocrata; e ainda não enfrentamos, sequer, as desigualdades do Século 19." - Eduardo Fagnani O que os donos do poder não querem que você saiba Com linguagem acessível, Eduardo Moreira, que vem sendo citado por ícones das esquerdas brasileiras – como Luiza Erundina, Fernando Haddad, Guilherme Boulos e Ciro Gomes –, oferece meios para que os leitores descubram por si mesmos por que ser bem informado é algo valioso – um valor real, palpável e até financeiro. O autor oferece ferramentas para que todos possam entender como funcionam o capitalismo – "um modelo que depende intrinsicamente da desinformação em massa" – e o lucrativo mundo das finanças. Discute como o sistema manipula sentimentos ancestrais, comuns a todas as pessoas, para vender mais produtos e serviços. E também analisa o que o sistema capitalista e o socialista têm de melhor.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 368
    Peso do arquivo 2.27MB
    Ano da publicação 2020

    Sinopse

    No conjunto de ebooks Desvendando o capitalismo, o leitor encontrará obras de extrema importância para o entendimento de aspectos políticos, econômicos e sociais do Brasil. Um conteúdo relevante na formação do cidadão brasileiro. Edição limitada acompanhada de cartela de adesivos. Economia do desejo: A farsa da tese neoliberal Em Economia do desejo, Eduardo Moreira revela por que é insustentável economicamente a ideia de que o Estado deve se preocupar mais com a economia do que com o atendimento das necessidades básicas dos cidadãos. Para isso, ele conceitua o que é a economia do desejo: aquela que trabalha com a falta incessante, que inclusive é responsável pelo alto consumo de supérfluos por determinada parcela da sociedade, enquanto outra parcela ainda está em situação de pobreza ou na linha abaixo da pobreza. Segundo o autor, para que o Brasil se torne um país sem pobreza, é necessário haver um passo em direção à economia da necessidade. Assim, as necessidades básicas de todos serão atendidas e a economia se tornará mais forte. Desigualdade e caminhos para uma sociedade mais justa "Após passar vinte anos no mercado financeiro, Eduardo Moreira percebeu que estava "olhando para o lado errado"; e, mais grave, "era um dos responsáveis pelo maior problema que o mundo vive há séculos": a desigualdade. O livro apresenta os circuitos que conectam essa formidável fábrica de desigualdades na qual vivemos. Com linguagem acessível, são explicados os conceitos de redistribuição de renda, impostos sobre renda e patrimônio, o papel do crescimento na geração de riquezas, a questão da propriedade privada, o papel dos bancos privados e a "crueldade" do mecanismo de endividamento do poder público, que gera dinheiros para um "grupo seleto" de membros da comunidade, mas não gera riqueza para as nações. O livro analisa o real significado de "riqueza", seu processo de criação e distribuição e suas consequências na vida das pessoas. A riqueza sem dinheiro não é capaz de manter uma comunidade viva e forte; e o dinheiro sem riqueza não tem valor algum, afirma o autor. Esse livro é imprescindível no Brasil. Somos a nação mais desigual do mundo; temos logo passado escravocrata; e ainda não enfrentamos, sequer, as desigualdades do Século 19." - Eduardo Fagnani O que os donos do poder não querem que você saiba Com linguagem acessível, Eduardo Moreira, que vem sendo citado por ícones das esquerdas brasileiras – como Luiza Erundina, Fernando Haddad, Guilherme Boulos e Ciro Gomes –, oferece meios para que os leitores descubram por si mesmos por que ser bem informado é algo valioso – um valor real, palpável e até financeiro. O autor oferece ferramentas para que todos possam entender como funcionam o capitalismo – "um modelo que depende intrinsicamente da desinformação em massa" – e o lucrativo mundo das finanças. Discute como o sistema manipula sentimentos ancestrais, comuns a todas as pessoas, para vender mais produtos e serviços. E também analisa o que o sistema capitalista e o socialista têm de melhor.
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Eduardo Moreira
    • Tradutor(a)
    • Gênero Governo e Política
    • Editora Civilização Brasileira
    • Páginas 368
    • Ano 2020
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786558020004
    • Peso do arquivo 2.27MB