• Homens em guerra

    Andreas Latzko

    Carambaia

    Oficial do exército Austro-Húngaro relata, em seis contos, o horror e o absurdo da guerra, em livro proibido que se tornou um libelo pacifista na Europa.

    Publicado anonimamente pela primeira vez em 1917, Homens em guerra é uma das grandes obras-primas da literatura publicadas durante a Primeira Guerra Mundial. O livro é composto por seis contos que trazem um relato pungente e ao mesmo tempo poético do horror, da loucura e do absurdo do conflito em curso.

    Muitas das cenas descritas foram vividas pelo autor, Andreas Latzko (1876-1943), húngaro de expressão alemã que atuou como oficial do Exército Real do Império Austro-Húngaro. Lançado na Suíça, onde o autor se recuperava de traumatismos sofridos no front, o livro foi traduzido em várias línguas e prontamente censurado nos países envolvidos no conflito. Latzko foi identificado como autor e destituído de seu posto militar. O livro tornou-se um dos principais libelos dos militantes pacifistas na Europa.

    Em texto raro sobre Latzko, de quem era entusiasta, o escritor austríaco Stefan Zweig relatou como foi a recepção de Homens em guerra na Europa: "Soltamos um grito de alegria: a verdade, acorrentada, tinha rompido suas correntes, suplantou as cem barricadas da censura, foi ouvida no mundo inteiro! Esperamos pelo livro, o livro proibido que os guardas espreitavam vigilantemente nas fronteiras para que não viesse envenenar a mentira tão bem cuidada pelo grande entusiasmo".

    A edição conta com um texto de apresentação de Stefan Zweig e um depoimento do escritor francês Romain Rolland, ambos entusiastas da literatura e da tomada de posição de Latzko. A tradução do alemão foi feita por Claudia Abeling.

    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 160
    Peso do arquivo 3.86MB
    Ano da publicação 2021
    Tradutor(a) Claudia Abeling

    Sinopse

    Oficial do exército Austro-Húngaro relata, em seis contos, o horror e o absurdo da guerra, em livro proibido que se tornou um libelo pacifista na Europa.

    Publicado anonimamente pela primeira vez em 1917, Homens em guerra é uma das grandes obras-primas da literatura publicadas durante a Primeira Guerra Mundial. O livro é composto por seis contos que trazem um relato pungente e ao mesmo tempo poético do horror, da loucura e do absurdo do conflito em curso.

    Muitas das cenas descritas foram vividas pelo autor, Andreas Latzko (1876-1943), húngaro de expressão alemã que atuou como oficial do Exército Real do Império Austro-Húngaro. Lançado na Suíça, onde o autor se recuperava de traumatismos sofridos no front, o livro foi traduzido em várias línguas e prontamente censurado nos países envolvidos no conflito. Latzko foi identificado como autor e destituído de seu posto militar. O livro tornou-se um dos principais libelos dos militantes pacifistas na Europa.

    Em texto raro sobre Latzko, de quem era entusiasta, o escritor austríaco Stefan Zweig relatou como foi a recepção de Homens em guerra na Europa: "Soltamos um grito de alegria: a verdade, acorrentada, tinha rompido suas correntes, suplantou as cem barricadas da censura, foi ouvida no mundo inteiro! Esperamos pelo livro, o livro proibido que os guardas espreitavam vigilantemente nas fronteiras para que não viesse envenenar a mentira tão bem cuidada pelo grande entusiasmo".

    A edição conta com um texto de apresentação de Stefan Zweig e um depoimento do escritor francês Romain Rolland, ambos entusiastas da literatura e da tomada de posição de Latzko. A tradução do alemão foi feita por Claudia Abeling.

    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Andreas Latzko
    • Tradutor(a) Claudia Abeling
    • Gênero Literatura Mundial
    • Editora Carambaia
    • Páginas 160
    • Ano 2021
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786586398342
    • Peso do arquivo 3.86MB