• Memórias de um sobrevivente

    Arnaldo Niskier

    Nova Fronteira

    "A data: 31 de julho de 2000. Segunda-feira, dia de fechamento da edição da Manchete. O número 2.520 da revista estava pronto para ser rodado e na quarta-feira chegar às bancas, como acontecia há 48 anos. A matéria especial de 14 páginas, assinada por Lorem Falcão e David Jr., abordava as ameaças de internacionalização da Amazônia e, desde a sexta-feira anterior, a foto de capa já havia sido escolhida.Na véspera, Rubens Barrichello conseguira sua primeira vitória na Fórmula-1, pela Ferrari, em Hockenheim, na Alemanha, e ganhava também a capa do exemplar que se tornou inédito, não chegando nem mesmo a ser impresso.As máquinas já estavam paradas.Pela primeira vez, em quase meio século, deixava de circular a revista que marcou época como um retrato do país em seus aspectos mais saudáveis e otimistas. Aquelas 96 páginas que ninguém leu eram o ponto final de um capítulo glorioso do jornalismo brasileiro.Naquele dia, 2.822 profissionais perderam um pedaço de suas vidas."
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 328
    Peso do arquivo 12.61MB
    Ano da publicação 2013

    Sinopse

    "A data: 31 de julho de 2000. Segunda-feira, dia de fechamento da edição da Manchete. O número 2.520 da revista estava pronto para ser rodado e na quarta-feira chegar às bancas, como acontecia há 48 anos. A matéria especial de 14 páginas, assinada por Lorem Falcão e David Jr., abordava as ameaças de internacionalização da Amazônia e, desde a sexta-feira anterior, a foto de capa já havia sido escolhida.Na véspera, Rubens Barrichello conseguira sua primeira vitória na Fórmula-1, pela Ferrari, em Hockenheim, na Alemanha, e ganhava também a capa do exemplar que se tornou inédito, não chegando nem mesmo a ser impresso.As máquinas já estavam paradas.Pela primeira vez, em quase meio século, deixava de circular a revista que marcou época como um retrato do país em seus aspectos mais saudáveis e otimistas. Aquelas 96 páginas que ninguém leu eram o ponto final de um capítulo glorioso do jornalismo brasileiro.Naquele dia, 2.822 profissionais perderam um pedaço de suas vidas."
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Arnaldo Niskier
    • Tradutor(a)
    • Gênero Escolas e Ensino
    • Editora Nova Fronteira
    • Páginas 328
    • Ano 2013
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9788520935545
    • Peso do arquivo 12.61MB