• O complexo de telemaco

    Massimo Recalcati

    Editora Âyiné

    Édipo e Narciso são dois personagens centrais do teatro freudiano. O filho-Édipo é aquele que conhece o conflito com o pai e o impacto beneficamente traumático da Lei na vida humana. O filho-Narciso, por outro lado, permanece fixado de forma estéril à sua imagem, em um mundo que não parece mais abrigar a diferença entre as gerações. As novas gerações parecem tão perdidas quanto seus pais. Estes não querem deixar de ser jovens, enquanto aqueles se debatem em um tempo sem horizonte. Telêmaco, o filho de Ulisses, espera o retorno do pai; ele roga para que, em sua casa, invadida pelos Pretendentes, seja restaurada a Lei da palavra. Em primeiro plano, a demanda inédita por um pai, uma invocação, um pedido de testemunho que mostre como é possível viver nessa terra com entusiasmo e vitalidade. O processo do herdar, da filiação simbólica, parece vacilar; sem ele não há meios de transmitir o desejo de uma geração a outra, e a vida humana aparenta esvaziar-se de sentido. No entanto, ainda é possível, na época da evaporação do pai, uma herança autenticamente geradora: Telêmaco nos mostra uma nova direção para onde olhar, pois Telêmaco é a figura do herdeiro certo. Dele é a tarefa que também cabe aos nossos filhos: como se tornar o herdeiro certo? E o que realmente se herda se uma herança não é feita nem de genes nem de bens, se não se herda nem um reino?
    Ler mais Ler menos
    Pré-venda
    Este livro será lançado em
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 156
    Peso do arquivo 1.53MB
    Ano da publicação 2022
    Tradutor(a) Cezar Tridapalli

    Sinopse

    Édipo e Narciso são dois personagens centrais do teatro freudiano. O filho-Édipo é aquele que conhece o conflito com o pai e o impacto beneficamente traumático da Lei na vida humana. O filho-Narciso, por outro lado, permanece fixado de forma estéril à sua imagem, em um mundo que não parece mais abrigar a diferença entre as gerações. As novas gerações parecem tão perdidas quanto seus pais. Estes não querem deixar de ser jovens, enquanto aqueles se debatem em um tempo sem horizonte. Telêmaco, o filho de Ulisses, espera o retorno do pai; ele roga para que, em sua casa, invadida pelos Pretendentes, seja restaurada a Lei da palavra. Em primeiro plano, a demanda inédita por um pai, uma invocação, um pedido de testemunho que mostre como é possível viver nessa terra com entusiasmo e vitalidade. O processo do herdar, da filiação simbólica, parece vacilar; sem ele não há meios de transmitir o desejo de uma geração a outra, e a vida humana aparenta esvaziar-se de sentido. No entanto, ainda é possível, na época da evaporação do pai, uma herança autenticamente geradora: Telêmaco nos mostra uma nova direção para onde olhar, pois Telêmaco é a figura do herdeiro certo. Dele é a tarefa que também cabe aos nossos filhos: como se tornar o herdeiro certo? E o que realmente se herda se uma herança não é feita nem de genes nem de bens, se não se herda nem um reino?
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Massimo Recalcati
    • Tradutor(a) Cezar Tridapalli
    • Gênero Psicologia
    • Editora Editora Âyiné
    • Páginas 156
    • Ano 2022
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786559980246
    • Peso do arquivo 1.53MB